Digitron busca eternizar o grande projeto social criado por Matias Machline

Em Entrevista, Sr. Sung Un Song, presidente da Digitron da Amazônia, e diretor-executivo da Fundação Matias Machline, fala das metas para a continuidade do projeto social desenvolvido na FMM

Com sua experiência de gestão e uma administração profissional, o diretor-executivo da Fundação Matias Machline, sr. Sung Un Song, presidente da Digitron da Amazônia, dobrou o número de alunos e manteve o orçamento anual, doando não somente seus recursos financeiros, mas seu tempo a favor da Fundação e conhecimentos adquiridos na sua vida de empresário.

Ele acredita que é possível contagiar mais pessoas para valores esquecidos na sociedade em geral como: Humanitarismo, Caridade e Filantropia. Confira mais na entrevista:

1. Porque a Digitron resolveu abraçar a fundação em 2016, quando a mesma estava praticamente encerrando as atividades?

– Assumir uma ação social desta envergadura não estava nos planos da Digitron, mas como empresa brasileira, a Digitron não poderia deixar um projeto social de tamanha importância morrer.

2. Qual a importância de a Fundação conseguir mais mantenedores nos próximos anos?

O Sr. Matias criou o projeto social. A Nokia ampliou o projeto da Fundação. A Digitron pretende eternizar a Fundação, criando uma diretoria própria, independente e capaz de buscar um leque de mantenedores e não depender de uma empresa somente.

3. Como o senhor enxerga o futuro da Fundação?

Veja um projeto social que pertence à comunidade. É a comunidade ajudando a comunidade menos favorecida e proporcionando uma evolução social através do ensino

4. Qual principal papel da Fundação com os alunos carentes?

A Fundação ensina e educa os alunos a serem profissionais de sucesso em suas carreiras.

5. Porque a gestão considera que a Fundação não é apenas uma escola?

A Fundação é um projeto social que busca desenvolver a sociedade através do ensino e da educação. Usamos a escola como meio para atingir o nosso objetivo.

6. Qual o segredo do sucesso da Fundação que aprova até 90% dos alunos em universidades públicas?

A Fundação olha para o ensino de uma forma séria, sem influência dos modismos e da necessidade de agradar os pais dos alunos. Não precisamos conquistar matriculas e cobrar mensalidades. A Fundação representa a única janela de oportunidades para a grande maioria dos alunos, que não teriam acesso à um ensino de qualidade gratuito. Com a bagagem de conhecimento passada para os alunos pela Fundação, os alunos são capazes de ingressarem em qualquer faculdade pública e obterem um alto aproveitamento.

Leia mais sobre a FMM: Nossa História

.