FMM recebe representantes de empresas multinacionais

A Fundação Matias Machline recebeu, durante a última semana, uma série de visitas de representantes de empresas, nacionais e multinacionais, motivadas pelo evento Projeto Social FMM: Educação que muda Histórias de vida, realizado no auditório da Federação de Indústrias do Amazonas (FIEAM), na última segunda-feira (25).

Interessadas em conhecer, no ambiente escolar, a missão, valores, projetos educacionais e infraestrutura do projeto social, representantes das empresas Daikin, Ambev, Positivo, LG, Geekie, Lenovo e Digiboard, ficaram encantados com as instalações oferecidas aos alunos da FMM, que, segundo Gisella Hirai e Thiago Nascimento, representantes da Geekie, são tão boas quanto ou melhor do que as de escolas particulares. Dentre os espaços conhecidos está a biblioteca Kuk Sung Song, onde Deusa Silva, bibliotecária da Instituição, apresentou, orgulhosa, os projetos de incentivo à leitura e obras produzidas pelos próprios alunos da Instituição durante os três anos de ensino médio-técnico.

Durante a visita, os representantes puderam vivenciar, por algumas horas, parte da rotina da FMM e observar o projeto em prática. Para Nancy Cavalcante, Diretora de Ensino e Pesquisa, as visitas são importantes porque comprovam a veracidade do Projeto Social. “Uma coisa é falarmos o que fazemos aqui, e outra é representantes das empresas virem e comprovarem, in loco, que tudo apresentado é verdade. Um evento como o que foi realizado na FIEAM é importante porque encanta as empresas mas, muitas vezes, o que valida um investimento é quando visitam e veem a excelência da qualidade de ensino que oferecemos”, afirmou. O Diretor de Relações de P&D, Jorge Oliveira, conta que as visitas na Fundação são muito importantes porque, mesmo moradores de Manaus, ainda desconhecem o trabalho desenvolvido. “Muitas empresas não conhecem a Fundação Matias Machline, então queremos comunica-las de que estamos aqui e queremos motivá-las a firmar novas parcerias para, além de manter tudo que já fizemos, eternizar o projeto”, contou.

Para Ilidio Alves da Costa, representante da Digiboard Eletrônica da Amazônia, conhecer o Projeto Social Fundação Matias Machline foi revigorante. “Apesar de eu ter feito a visita doente de saúde, valeu a pena todo o esforço que fiz para conhecer a Fundação e perceber que ainda existem iniciativas sérias de pessoas que se preocupam com a Educação de excelência”, relatou.

.